Vinícola Villaggio Grando – SC

A vinícola está situada na cidade de Água Doce, meio oeste de Santa Catarina, na Rod. SC 350 – KM 109 (antiga SC 451 – Km 56), Herciliópolis, sendo vizinha da cidade de Treze Tílias e a distância de 21km de Joaçaba, que possui aeroporto.

Melhor época do ano para conhecer a vinícola é de novembro a abril quando os parreirais estão carregados de uvas.

Já fomos visitar em duas oportunidades, a última em março de 2016, época em que intencionávamos ver as uvas nos parreirais, mas pela primeira vez em mais de 10 (dez) anos as uvas não apareceram e as que vieram não estavam boas para a produção de vinho, devido as condições climáticas do inverno de 2015. De toda forma, mesmo sem uvas nos parreirais o lugar é lindo e encantador.

Lá você tem a oportunidade de realizar somente uma visita (R$10,00) ou a visita acompanhada de uma degustação que incluiu 5 vinhos, entre espumantes, brancos e tintos com uma porção de copa, queijo e biscoito (R$45,00), já adianto que a degustação vale muito a pena!

A Villaggio Grando é uma vinícola de boutique que privilegia a qualidade e não a quantidade, por isso os vinhos e espumantes lá produzidos são muito bons. Nas duas oportunidades em que visitamos um dos donos estava lá e foi muito atencioso contado um pouco da história do local e compartilhando os planos para o futuro.

A visitação e degustação duram em média 1h30, mas depois de realizar a degustação você pode continuar apreciando a linda vista, fazer fotos incríveis e claro conversar muito. É um lugar para o tempo parar e você apreciar a vida.

Uma dica é conjugar a viagem com a cidade de Treze Tílias, que foi colonizada principalmente por austríacos e é muito bonitinha também.

SOBRE A HISTÓRIA DA VÍNICOLA (retirada do site oficial aqui)

Se inicia nos anos 90, quando com um amigo francês, cuja família era produtora de armanhaque há muitos anos na França, visitando a região onde hoje se localiza a vinícola, mexendo na terra e analisando o clima e a altitude, indicou o local como “um dos grandes lugares do mundo para se plantar uva para produção de vinhos de qualidade”. Um ano após este fato o fundador Maurício Carlos Grando, encontrou-se com o enólogo Jean Pierre Rosier, formado na universidade de enologia de Bordeuax, na França, em uma degustação e este confirmou as ideias expostas. Este mesmo enólogo trouxe da França as primeiras mudas, as quais, em dezembro de 1998 foram plantadas, iniciando um laboratório de pesquisa para a adaptação de castas, o qual, hoje conta com mais de 100 variedades de vitis viniferas, em 5 hectares, diariamente pesquisadas e controladas para se chegar ao exato conhecimento das variedades que melhor se adaptarão ao terroir. Dois anos se passaram e em 2000, foram implantados alguns dos vinhedos hoje existentes em escala comercial com aquelas que melhor se adaptaram à região. O vinhedo vem sendo aumentado com o intuito de se ter plantações suficientes para que sejam abortados todos aqueles cachos em excesso, dando assim à planta, capacidade plena de produzir frutos com qualidade igual a vista nas regiões vinícolas já consagradas do mundo e possibilitando produzir vinhos de forma natural que atingem ótimos níveis de maturação e guarda. Sempre prezando pela máxima qualidade dos produtos a vinícola vem, ano após ano, investindo no controle de produção, melhoramento dos produtos e conta com um vinhedo de 45 hectares cuja produção somando todos os produtos que engloba tintos, brancos, espumantes e em um futuro próximo, um brandy e licoroso chegando a 260.000 garrafas/ano.

— ♥ —

Ascurra/SC – Restaurante Mariota

Outro dia fomos almoçar em um simpático restaurante da cidade de Ascurra, o Mariota – Restaurante Italiano.

O município de Ascurra pertence ao estado de Santa Catarina, região do Vale do Itajaí, próximo a Blumenau, possuindo forte presença europeia – como a maioria das cidades da região -, mas predominantemente tradição italiana.

O Restaurante Mariota existe desde 1989, com culinária caseira típica italiana: polenta, galinha, aipim e repolho, mas conta também com pratos variados, que são servidos em um farto buffet.

Normalmente o restaurante abre para o almoço aos domingos, mas também atende mediante reserva, o valor é de aproximadamente R$25,00 por pessoa. Preço bem justo né?!

O estilo do restaurante é simples, rústico, mas aconchegante, pois ele tem diversas mesas coletivas, sendo que algumas se localizam embaixo de bambus e próximas a uma pequena queda d´água, destacando um visual único e que nos aproxima da natureza.

Se você estiver pela região não deixe de conhecer este restaurante (Rua Guaricanas, 5005 – Ascurra, SC), mais informações aqui.

— ♥ —

Restaurante Cacimba Bistrô – Fernando de Noronha

Este restaurante foi uma grata surpresa em nosso primeiro dia em Fernando de Noronha. Localiza-se na Vila dos Remédios, ao lado do Palácio São Miguel, descendo a ladeira em direção à Praia do Cachorro. Não tem como não achar. O ambiente é muito agradável e bem decorado, simples e arrojado ao mesmo tempo.

O cardápio leva o nome de famosos amigos do Chef Auricélio Romão, como o brownie da blogueira Camila Coutinho, os pastéis de lagosta de Bruno Gagliasso, churros crocante de Daniela e Malu Mercury.

Gostamos tanto que fomos duas vezes, no primeiro dia pedimos um Peixe ensopado com molho de leite de coco e frutos do mar, o casal de amigos pediu a Carne de Sol do Coronel Chico, acompanha arroz e vinagrete. Ambos os pratos estavam deliciosos e eram bem servidos, de sobremesa o famoso Churros crocante de Daniela e Malu Mercury, sobre essa sobremesa: peça!  No segundo dia escolhemos a Picanha Zé Carlos Dias, grelhada com arroz maluco – mesmo eu que não gosto muito de arroz, me apaixonei por esse -, batata doce dourada e brócolis no alho, de sobremesa repetimos o churros.

Além de tudo, em nossa primeira visita o próprio Chef Auricélio Romão conversou conosco, respondendo  a diversas curiosidades sobre a ilha, foi muito simpático e receptivo convidando-nos para conhecer o seu outro restaurante o Varandas, que fica para um próximo post.

img_1404

GASTO: aproximadamente R$ 200,00 por casal

*Não é publicidade

— ♥ —